Parque das Aves

Entrando nos enormes viveiros e apreciando as aves, cascatas, pontes, flores e muita vegetação…

 

O Parque mantém mais de 900 aves de 150 espécies, sendo a maioria aves brasileiras. Um terço destas espécies são consideradas em risco de extinção.
Todas as aves existentes no Parque são oriundas de zoológico, criadores autorizados pelo IBAMA ou de centros de reabilitação. O Parque das Aves em nenhuma hipótese recebe aves de origem desconhecida ou oriundas do tráfico. Todos os animais são registrados, sendo entregue relatório anual à Sociedade de Zoológicos do Brasil e IBAMA. Algumas destas aves são reabilitadas e não podem retornar à natureza.

Reprodução

A reprodução de animais em cativeiro é importante para assegurar a diversidade biológica, garantindo populações ex-situ geneticamente viáveis. Os animais em cativeiro também fornecem informações valiosas para melhor conhecimento da fauna.
Apesar do pouco tempo desde sua fundação, o Parque das Aves tem tido êxito na reprodução de algumas espécies, dentre as quais destacamos o araçari-castanho, araçari-poca , araçari-banana, mutum-do-sudeste, mutum-pinima, gralha-do-pantanal, ararinha-nobre, arara-canindé, jandaia-sol, grou-coroado, vulturina e outros.
O projeto Papagaio-da-cara-roxa (Amazona brasiliensis) espera reproduzir e fornecer informações para a preservação desta espécie ameaçada de extinção.

Serviço à comunidade

O Parque das Aves mantém um serviço à comunidade inteiramente grátis com programas de visita e educação ambiental para escolas de toda a região, incluindo crianças portadoras de defeitos visuais.

A visita

A visita realiza-se por passarelas sinalizadas em meio à mata. Elas nos conduzem aos diversos e enormes viveiros cada um com 630m² e 8m de altura, enriquecidos por cascatas, pontes e muita vegetação, onde o visitante entra e aprecia, sem interferências de redes ou telas, o comportamento das diferentes espécies de aves. Em outros viveiros menores, encontram-se espécimes do sudoeste asiático, Oceania e África.

Um delicado e colorido viveiro abriga as borboletas e colibris da região.
Em outro ambiente natural encontram-se jacarés e jibóias compondo o viveiro dos répteis.

Duração do passeio: 1h30
Diariamente das 9h às 17h
Visitantes em cadeira de rodas: acesso facilitado

Localiza-se na Rodovia das Cataratas, em frente ao Centro de Visitantes do Parque Nacional do Iguaçu, a 2 km do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu e a 14 km do centro da cidade. Possui 17 hectares de mata secundária dos quais apenas 4 hectares são reservados às instalações e o restante destinado a área de preservação.

Empreendimento privado, este Parque foi criado em 1994 e conta com técnicos nas áreas de biologia, veterinária e agronomia, tratadores treinados e uma equipe de manutenção responsável pelo bem estar dos animais e cuidados dos jardins.

PASSEIOS QUE PODEM SER COMBINADOS: